Cidades

Hospital de Pacajus registra recorde histórico com 147 óbitos por descaso médico

Pacientes e familiares denunciam que diversas mortes vem ocorrendo por negligência médica, falta de médicos, medicamentos e atendimento a pacientes com urgência.

Hospital Municipal de Pacajus registrou, ontem (09) recorde histórico com 147 óbitos, em menos de um ano, por falta de médico, medicamento e descaso na saúde municipal. Os dados são da própria Secretaria de Saúde do Estado. Com os números, o município se torna alvo de investigação por parte do Ministério Público.

Desde que o atual prefeito Bruno Figueiredo (PDT) assumiu a gestão do município, o índice cresce e vira destaque na imprensa do Estado. O último episódio ocorreu envolvendo uma costureira que morreu sem atendimento. Outra família acusa o hospital de negligência médica após morte de um bebê recém-nascido.

Aguns hospitais municipais alvos de investigação por parte do Ministério Público do Estado, em recente decisão dada pela justiça, estão sendo responsabilizados pelas mortes ocorridas no interior das instalações hospitalares, sendo algumas indenizações aplicadas por danos morais no valor de R$ 120 mil à família de algumas vítimas.