Brasil

Eleicões / Meu “golpista” favorito

O PT de Lula, está liberado para negociar com seus velhos comparsas do PMDB.

Depois da aliança fechada entre Eunicio Oliveira e Camilo Santana no Ceará, o PT e PMDB negociam alianças em mais 7 estados; Alagoas, Minas Gerais, Piauí, Sergipe e Paraná.

O PT de Lula, o condenado por corrupção, liberou geral na suruba política. Mas não era o PT que acusava o PMDB de Golpe?

Não era o PMDB que acusava o PT de ter afundado o Brasil?

O único que sabe o que quer é Lula: evitar a cadeia. Mesmo que, para isso, ele tenha de afundar o partido ainda mais e aliar-se com “golpistas” que destruíram Dilma Rousseff.

O ‘perdão aos golpistas’ anunciado por Lula em Minas era o sinal esperado pelo PT. Já está em marcha uma política de reaproximação com os partidos que apoiaram o impeachment de Dilma Rousseff. O próximo passo do PT é retomar o diálogo com o PSB, que está expurgando aliados de Temer. Pernambuco deve repetir a parceria nacional. Os presidentes das duas legendas, Gleisi Hoffmann (PT) e Carlos Siqueira (PSB), tiveram ontem a primeira conversa oficial.

Ocorre que o chefão do PT, apesar de ser o ‘homem mais honesto do Brasil’, é um ‘perseguido’ da Justiça, envolvido em cinco investigações sobre corrupção, três delas no âmbito da Lava Jato. Condenado, tornar-se-á ‘ficha suja’, inelegível para qualquer cargo público.

A Lava Jato só mostrou que a essência da aliança PT-PMDB é mesmo à base da corrupção e do cinismo.