Saúde, Sociedade

Cruz Vermelha no Ceará adere a causa ’Saúde Mental’ e cria linha psicossocial

De acordo com entidade, canal de atendimento telefônico iniciará no mês de julho com a participação de psicólogos e psiquiatras apoiando pessoas com depressão e combatendo o suicídio.

C2E7603A 303C 4E3F A48D 30115D12786F

O trabalho do voluntariado da Cruz Vermelha no Ceará foi celebrado no último domingo (05/06), em uma confraternização para voluntários e familiares, no Hytti Pub, em Fortaleza. De acordo com a entidade, o objetivo da ação foi prestar um agradecimento ao trabalho e entrega de cada voluntário na luta para minimizar o sofrimento da população cearense mais necessitada e lançar o canal de atendimento psicossocial da entidade para prevenir o suicídio entre jovens.

Estiveram presentes o presidente nacional da Cruz Vermelha Júlio Cals, o presidente estadual, Alan Damasceno, o procurador do Estado, principal criador do projeto “Saúde Mental”, Damião Tenório. Na ocasião, o procurador ressaltou a importância do trabalho realizado pela entidade e fez um alerta sobre uma tragédia silenciosa que vem acontecendo nos últimos tempos sobre a perda da saúde mental da população e exaltou a iniciativa da instituição humanitária em abraçar a causa da saúde mental.

De acordo com entidade, o canal de atendimento telefônico iniciará no mês de julho com a participação de voluntários da área da psicologia e psiquiatria, apoiando emocionalmente a pessoas que sofrem com depressão e que se encontram em situação que pode levar ao suicídio.