Ceará, Política

Cap.Wagner pede abertura para novos diálogos entre PMs e governo, Camilo Santana recusa

Representante dos PMs, Wagner afirmou que tentou novo diálogo ontem, (19) com o governo, ao lado de integrantes do Ministério dos Direitos Humanos e de outros deputados, mas não foi recebido pelo petista. “Recebemos um chá de cadeira de mais de uma hora, sem resultado.

Capitão Wagner pede a abertura para novos diálogos entre governo e policiais militares, após ser barrado pelo governador Camilo Santana (PT). Representante dos policiais militares, Wagner afirmou que tentou um novo diálogo ontem, (19) com o governo, ao lado de integrantes do Ministério dos Direitos Humanos do Palácio do Planalto e de outros dois deputados federais de Brasília, mas não foi recebido pelo petista. “Recebemos um chá de cadeira de mais de uma hora, sem resultado. Ambos os lados, têm que ter a consciência de que têm que ceder. Os policiais têm que ceder um pouco, o governo tem que ceder um pouco”, disse.

O deputado disse ainda que registrou um BO contra o senador Cid Gomes (PDT) por tentativa de homicídio contra policiais militares de Sobral. “Eu não vim aqui para inflamar greve, eu vim para solucionar o problema”, disse Wagner referindo-se aos tiros disparados contra Cid Gomes, ao tentar retomar um quartel avançando com uma retroescavadeira na direção dos policiais. “É claro que o senador foi irresponsável e tentou matar aquelas pessoas, além de depredar o patrimônio público”, completou Wagner.