Ceará, Política

Após invadir Câmara de Vereadores e ameaçar vereador, Secretário de Segurança pede demissão

Antônio Azevedo invadiu o plenário da Câmara e interrompeu a sessão para fazer ameaças contra um vereador. Azevedo foi acusado pelo vereador Márcio Cruz, de ser advogado de uma facção criminosa internacional.

O vereador Plácido Filho (PSDB) discursava na tribuna, quando o Secretário de Segurança do prefeito Roberto Cláudio (PDT) interrompeu a sessão para fazer ameaças. Segundo o vereador Márcio Cruz, Azevedo estava armado e o ameaçou. A confusão aconteceu logo após o vereador Márcio Cruz exibir um vídeo que acusa o Secretário, Antônio Azevedo de ser advogado de uma facção criminosa internacional.

Azevedo foi indicado ao cargo pelo atual Vice-prefeito, Moroni Torgan (DEM), que também é Policial Federal aposentado. Márcio Cruz afirma ainda que o secretário Azevedo teria obstruído o carro particular do vereador com uma “viatura da Guarda Municipal “descaracterizada”, modelo Duster de cor branca. O presidente da Casa, Antônio Henrique (PDT) se pronunciou afirmando que o episódio “é inadmissível”. A União dos Vereadores do Ceará, ainda não se pronunciou sobre o caso.

Sem aguentar a pressão, o titular da Pasta Municipal de Segurança Cidadã , Antônio Azevedo, acabou pedindo demissão após a invasão do legislativo a sessão desta terça (4) da Câmara Municipal de Fortaleza. Assume a Secretaria o coronel da PM, José Maria Barbosa Soares. O anúncio foi feito após reunião entre o prefeito Roberto Cláudio e o presidente da Câmara, Antônio Henrique.