Brasil

Vacina “CoronaVac” custará R$ 85 mi ao Governo Federal e deverá assegurar funcionamento do comércio

Ceará ficou de fora da testagem que iniciará dia 20 de julho em São Paulo. Coronavac tem 90% de eficácia em testes contra vírus.

Segundo informações da agência Bloomberg, a Sinovac apontou que os testes realizados comprovaram a segurança da vacina, além da capacidade de criar anticorpos no sistema imunológico dos candidatos, confirmando seu alto potencial. No comunicado, divulgado em coletiva de imprensa, a empresa revelou também que não houve efeitos colaterais severos.

Só poderão participar profissionais da saúde que ainda não foram infectados pelo coronavírus e que lidam com pacientes com a Covid-19. Ter outras doenças, estar grávida ou integrar ensaios clínicos de outras vacinas impossibilita o voluntariado nos testes da CoronaVac.

Os ensaios clínicos em São Paulo serão iniciados na próxima segunda-feira (20). Juntos com São Paulo, os estados do Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Paraná, além de Brasília, testarão, juntos, nove mil voluntários.

A vacina conta apenas com fragmentos inativos do coronavírus. A intenção é fazer com que, por meio de uma dose da CoronaVac, o sistema imunológico passe a produzir anticorpos contra o agente causador da Covid-19.

Metade dos voluntários receberá a vacina e a outra metade tomará um placebo para testar se o imunizante é mesmo eficaz.