Política

Toffoli, Maia, Alcolumbre e Raquel Dodge também estão entre os hackeados

Além de Moro, Bolsonaro e Dallagnol, lista de hackeados inclui também os presidentes dos três poderes Legislativo e Judiciário.

Além de nomes como os dos ministros Sérgio Moro (Justiça) e Paulo Guedes (Economia), como anunciado na quarta-feira (24/7), a lista de autoridades que tiveram os telefones hackeadosinclui também o presidente da República, Jair Bolsonaro; a procuradora-geral da República, Raquel Dodge; e os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e do Superior Tribunal de Justiça (STJ), João Otávio de Noronha.

Grupo criminoso de Hackers foram detidos na última terça-feira e seguem presos na sede da Polícia Federal de Brasília.

Ao explicarem como se dava a relação com o site Intercept, a Policia Federal apurou que um dos hackers disse que subia todo o material coletado em uma nuvem na internet e dava acesso aos dados ao jornalista Gleen Greenwald, ligado ao PT e PSOL.