Política

Tasso volta a culpar Bolsonaro pela pandemia e exime Governadores e Prefeitos

Antigo rival ferrenho do PT e pré-candidato ao Planalto, Tasso quer agora emplacar apoio dos governadores e prefeitos da ala da esquerda, eximindo-os de qualquer responsabilidade na CPI da Covid.

(Foto: Agência Senado)

Direcionando o protagonismo positivo da pandemia aos governadores e prefeitos, o senador cearense Tasso Jereissati (PSDB) afirmou em entrevista que a CPI da Covid irá dimensionar a responsabilidade de Bolsonaro no agravamento da pandemia no Brasil.

Sem citar a polêmica envolvendo supostos desvios na construção de hospitais de campanha e na compra de respiradores de UTIs nos Estados, Tasso voltou a culpar, exclusivamente, Bolsonaro pelo crescimento da pandemia e elogiou governadores e prefeitos. “Eles [governadores e prefeitos] tiveram protagonismo em implantar o distanciamento social, fechar comércio, entrar em atrito com os serviços, ter problema com a economia. Minha avaliação é muito positiva para governadores e prefeitos”, justificou Tasso.

Antigo rival ferrenho e áspero do PT por anos e anos e pré-candidato ao Governo do Brasil, assim como Ciro Gomes, Tasso quer agora emplacar o apoio dos governadores e prefeitos da ala da esquerda, eximindo-os de qualquer responsabilidade na CPI da Covid, e obter apoio contra o eleitorado bolsonarista, o que classifica de extremistas.