Brasil

Sócio de Eunicio é solto após ser preso em operação da Lava Jato

Rodrigo Neves é um dos donos da empresa Manchester, que até 2011 era de propriedade do ex-presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE).

O empresário Rodrigo Castro Alves Neves obteve habeas corpus, concedido pela desembargadora Simone Schreiber, plantonista do Tribunal Regional Federal da 2ª Região. Neves foi preso na quinta-feira, 21, na mesma operação que prendeu o ex-presidente Michel Temer (MDB). Agora, o empresário deverá ser solto.

A Alumi Publicidades, empresa à qual Rodrigo Neves é vinculado, é suspeita de firmar contratos fictícios para repassar dinheiro às empresas do coronel João Baptista Lima Filho, amigo de Temer e suspeito de ser operador do ex-presidente. Neves foi sócio do ex-presidente do Senado, o cearense Eunício Oliveira (MDB).

Rodrigo Neves é um dos donos da empresa Manchester, que até 2011 era de propriedade do ex-presidente do Senado Federal Eunício Oliveira (MDB). A legislação impede que empresas ligadas a deputados e senadores sejam contratadas pelo poder público, especialmente no caso de a autoridade participar diretamente da gerência ou administração. 

Em 2011, Eunício repassou suas cotas na Manchester para seus sócios. Por isso, o ex-congressista alega que não geria seus negócios, tarefa que delegava exclusivamente a executivos.