Ceará

Servidores Públicos Municipais ganham residencial ‘Village Noble’

Com cerca de 500 unidades, o condomínio faz parte do Programa Municipal de Habitação da prefeitura e foi avalizado baseado na proposta e ideia do presidente do SINTSAF, Plácido Filho.

Representantes da diretoria do Sindicato dos Trabalhadores no Serviço de Saúde de Fortaleza estiveram presentes na assinatura da Ordem de Serviço para a construção do Village Noble Serveur I, residencial destinado aos servidores públicos municipais. A assinatura do Prefeito Roberto Cláudio ocorreu no canteiro de obras do empreendimento, na Avenida Juscelino Kubtschek, no bairro Passaré, em Fortaleza.

O condomínio faz parte do Programa Municipal de Habitação, que desde o inicio teve o empenho e apoio do presidente do SINTSAF, Plácido Filho, para que o projeto de fato saísse do papel. Até o dia da solenidade de assinatura da ordem de serviço, Plácido, participou de muitas reuniões na Secretaria do Planejamento, Orçamento e Gestão, SEPOG, cobrando celeridade e medidas práticas para que o trabalhador do serviço público municipal pudesse realizar o sonho da casa própria.   O condomínio contará com 500 unidades habitacionais. São apartamentos de 47,8 m², com dois quartos, sala de estar/jantar, cozinha, banheiro e área de serviço. O residencial terá também elevadores, salão de festas, deck, piscina, praça, playground, espaço fitness e quadra de esportes.

Pela moradia o servidor irá pagar o valor de cento e nove mil reais (R$ 109,00). O prazo da obra é de 18 meses. Esse será o primeiro residencial do Programa Minha Casa, Minha Vida para servidores municipais, e conta com a  parceria da Caixa Econômica Federal para o financiamento, sindicatos e construtoras.

Para terem o cadastro aprovado, os servidores apresentaram documentos originais de identidade, CPF, comprovante de renda e residência, e certidão de registro civil (casamento ou nascimento). Além disso, os interessados só poderiam ter renda familiar entre R$ 2.650,00 e R$ 7.000,00, não possuir imóvel próprio ou outro financiamento imobiliário e, principalmente, não ter restrições de crédito, uma vez que os cadastros passaram por análise e também pelos critérios do Programa Minha Casa, Minha Vida.