Brasil, Política

PT usou fundo partidário para bancar campanha ‘Lula livre’ no Brasil

Partido teria usado cerca de R$ 1 milhão do fundo para custear diárias, passagens, alimentação e outras despesas associadas à campanha pela libertação de Lula, o que a Lei 9.096/95 (Lei dos Partidos Políticos), não permite.

Denúncia feita pela Revista Ceará, aponta que o Partido dos Trabalhadores (PT) utilizou-se do fundo partidário para bancar campanha ‘Lula livre’ no Brasil.

Revista aponta ainda levantamento na prestação de contas do PT de 2018 que mostra que o partido usou cerca de R$ 1 milhão do fundo partidário para custear diárias, passagens, alimentação e outras despesas associadas à campanha pela libertação de Lula.

Foram R$ 230 mil só com voos para Curitiba e São Bernardo do Campo. Entre os beneficiários, estão a ex-presidente Dilma Rousseff, o candidato derrotado nas eleições do ano passado, Fernando Haddad, Gleisi Hoffmann, Zeca Dirceu, Paulo Pimenta, além de outros dirigentes partidários.

A lei prevê que o ‘Fundo Partidário’ seja utilizado apenas em campanhas partidárias, não em iniciativas de promoção pessoal de seus filiados.