Turismo

Presidente critica cobrança de taxa abusiva para visitar Fernando de Noronha

Só em 2018, os turistas deixaram nos cofres de lá, 70 milhões de reais – R$ 48,2 milhões só em taxa de preservação ambiental (TPA) – que penaliza progressivamente quem fica mais tempo na ilha, chegando a R$ 4.847,62 para quem se instalar por um mês.

Ninguém discute a beleza natural da ilha de Fernando de Noronha. Não é à toa que este paraíso geográfico é mencionado por todas as publicações de turismo e qualquer blogueiro ou jornalista de plantão.

Mas o que pouca gente discute é a infraestrutura precária e os preços absurdos. Só em 2018, os turistas deixaram nos cofres do governo local 70 milhões de reais – R$ 48,2 milhões só em taxa de preservação ambiental (TPA) – que penaliza progressivamente quem fica mais tempo na ilha, chegando a R$ 4.847,62 para quem se instalar por um mês – e quase R$ 4,8 milhões em ISS.

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) criticou a taxa para visitar a praia e diz que vai revê-la: ‘Pois é um Roubo. “Isso explica porque quase inexiste turismo no Brasil. É um roubo legalizado praticado pelo governo, vamos rever isso”, disse.