Política

Presidente Bolsonaro usa termo pejorativo sobre nordestinos e é criticado após ofensa

O termo pejorativo foi usado em conversa com o ministro Onyx Lorenzoni, direcionado ao governador do Maranhão (PCdoB), durante café com jornalistas.

O presidente da república Jair Bolsonaro (PSL) movimentou as redes sociais, após usar um termo pejorativo sobre nordestinos, para ofender governador do partido comunista do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB). Logo em seguida, o chefe do poder executivo foi rebatido por nordestinos que repudiaram a atitude do presidente da república.

“Daqueles governadores de ‘paraíba’, [ Nordeste ] o pior é o do Maranhão; não tem que ter nada com esse cara”, disse Bolsonaro. Logo em seguida o presidente cometeu outra polêmica ao falar que; “Ninguém passa fome no Brasil”. A assessoria de imprensa do Planalto informou que não irá comentar o caso.

Em resposta, os governadores do Nordeste divulgaram uma carta pedindo explicações, além de expressar espanto e profunda indignação. Já os governadores dos dois Estados citados fizeram as seguintes declarações nas redes sociais: “Como conheço a Constituição e as leis do Brasil, irei continuar a dialogar respeitosamente com as autoridades do governo federal e a colaborar administrativamente no que for possível. Eu respeito os princípios da legalidade e impessoalidade (artigo 37 da Constituição)”, postou Flávio Dino (PC do B), do Maranhão.