Brasil

Prefeitos e governadores serão punidos caso atrasem aplicação da 2ª dose

Pela decisão, autoridades podem mudar ordem dos grupos prioritários, desde que sigam critérios técnicos e científicos. No entanto, poderão ser punidos se a mudança prejudicar a aplicação da segunda dose.

(Foto: Nelson Junior)

O ministro Ricardo Lewandowski (STF), afirmou em decisão que prefeitos e governadores, incluindo o presidente da república, podem ser punidos por improbidade administrativa se houver atraso na aplicação da 2ª dose da vacina contra a Covid-19.

Pela decisão de Lewandowski, as autoridades podem mudar a ordem dos grupos prioritários, desde que sigam critérios técnicos e científicos. De acordo com o ministro do STF, no entanto, os gestores públicos poderão ser punidos se a mudança prejudicar a aplicação da segunda dose.

Nas últimas semanas, contudo, cidades de ao menos 18 estados interromperam a aplicação da 2ª dose da vacina por falta de imunizantes. Todos os governadores e prefeitos culparam o @governodobrasil. (Foto: Nelson Junior)