Cidades

Prefeito de Granjeiro é preso por crime político contra ex-prefeito

Atual prefeito da cidade, Ticiano Tomé e seu pai, foram presos após participação na morte de João do Povo, assassinado quando era prefeito da cidade em 2019.

A Polícia Civil prendeu na manhã desta quarta-feira, o atual prefeito da cidade de Granjeiro, Ticiano Tomé (PSDB) e seu pai, por envolvido em um crime político que resultou na morte do ex-prefeito Gregório Neto (MDB). Na época, antes de ser assassinado, Gregório Neto era o prefeito da cidade, e teria sido assassinado por ordem do Vice-prefeito (Ticiano Tomé), que é o atual prefeito, para poder assumir o seu lugar.

Dentre os presos está um Policial Militar que, segundo as investigações, seria o articulador do crime. Prefeito de Granjeiro, João Gregório Neto, então prefeito da cidade na época, foi morto na véspera do Natal de 2019.

Ao todo são cumpridos 15 mandados de busca e apreensão e 12 de prisão, sendo 9 preventivas e 3 domiciliares, nas cidades de Fortaleza, Crato, Juazeiro do Norte, Granjeiro e Salgueiro, em Pernambuco.