Cidades

Prefeito de Aquiraz, Bruno Gonçalvez (PL), é investigado por desvio de merenda escolar

Processo envolve compras milionárias de alimentos para abastecimento das escolas com notas frias e duplicadas e foi aberto pelos vereadores após denúncia apresentada em junho deste ano por infração político-administrativa.

1C9227D7 8F6A 4851 9612 B1E98872DB44

O prefeito de Aquiraz, Bruno Gonçalvez (PL), está sendo investigado na Câmara Municipal e pode ter o mandato cassado nos próximos meses por fraude no fornecimento da alimentação escolar. Bruno, é filho do prefeito do Eusébio Acilon Gonçalvez (PL) e da deputada estadual eleita Marta Gonçalvez (PL).

O processo, que envolve compras milionárias de alimentos para abastecimento das escolas da cidade com notas frias e duplicadas, foi aberto pelos vereadores do município após denúncia apresentada em junho deste ano por infração político-administrativa. A empresa “A Cavalcante de Assunção Alencar Eireli ME”, de CNPJ 38.246.722/0001-0 vencedora da licitação da Prefeitura de Aquiraz, se comprometeu a entregar lotes de produtos de hortifrutigranjeiro, totalizando pagamentos de R$ 674.854,95; carne bovina moída, carne charque, carne bovina isca, carne suína em cubos, peito sem osso, coxinha de asa e sobrecoxa de frango, totalizando R$ 1.865.417,72; e leite desnatado e integral, e composto lácteo sem lactose, no valor de R$ 1.527.966,02. Os pagamentos totalizariam R$ 4.068.238,69, pelo contrato N. 2022/2501.01.

Peculato é quando o agente público se apropria de dinheiro ou bens públicos ou particulares, em função do cargo, como a apropriação irregular do orçamento da merenda escolar ou dos recursos de ações de educação alimentar em escolas públicas ou entidades filantrópicas ou comunitárias.