Brasil

Palocci cobra desbloqueio de bens ao STF e cita Lula: ”Ambos foram réus na mesma ação”

Ao ser preso, junto com Lula, Palocci afirmou que Lula usou o pré-sal para conseguir dinheiro para campanhas do (PT) e que as duas campanhas de Dilma Rousseff para a Presidência custaram R$ 1,4 bilhão, mais do que foi declarado, dinheiro desviado.

FEFB3659 80B8 4E2E 9AE4 4E58BDEE158D
(Foto: Giulianno Gomes)

O STF negou hoje, um pedido feito pela defesa Antônio Palocci, citando Lula ao ser beneficiado, para que seus bens fossem desbloqueados. Em 2017, Palocci foi condenado na Operação Lava Jato, por corrupção e lavagem de dinheiro, junto com Lula, sendo assim ambos figurados como réus na mesma ação. Mas, na avaliação de Lewandowski, não há conexões entre a decisão dada em favor de Lula e o pleito pessoal de Palocci.

Palocci usou como base uma decisão da Corte que liberou os bens do ex-presidente Lula, argumentando que sua situação era a mesma, uma vez que foi alvo da mesma decisão da Justiça Federal de Curitiba, de Sergio Moro, que bloqueou os bens de Lula.

Ao ser preso, junto com Lula, Palocci afirmou que Lula usou o pré-sal para conseguir dinheiro para campanhas do (PT) e que as duas campanhas de Dilma Rousseff para a Presidência custaram R$ 1,4 bilhão, mais do que foi declarado, dinheiro desviado.