Ceará

Oposição vai propor criação da ‘CPI do Narcotráfico’ na Assembleia

Deputados oposicionistas afirmam que é preciso investigar “quem são os políticos e grandes empresários com ligações com facções”.

O bloco da oposição formado pelos partidos (PROS), (PSL) e (PSDB) deve propor ainda nesse semestre a criação da “CPI do Narcotráfico” na Assembleia Legislativa do Ceará. Os deputados Vitor Valim (PROS), Soldado Noélio (PROS), André Fernandes (PSL) e Roberta Pessoa (PSDB) já falam abertamente na criação da CPI que investigará a fundo o crime organizado e suas influências no Estado, até mesmo dentro do parlamentarismo e empresariado cearense.

Segundo eles, o foco das ações será nas investigações e combate ao crime organizado no geral, em todas as esferas. Vitor Valim disse lamentar que na última gestão do legislativo “alguns deputados” tenham evitado debater o tema por medo de represálias e retaliações. Para ele, se os policiais se colocam em risco, os deputados devem fazer o mesmo.

Já Noelio disse que a AL precisa investigar para ver “quem são os políticos e grandes empresários com ligações com facções”. Aliado do presidente Jair Bolsonaro (PSL) no Ceará, Fernandes não só defendeu a Comissão como se dispôs a presidi-la.