Política

Operação mira família Bolsonaro e prende Queiroz, ex-assessor de Flávio Bolsonaro no caso ‘rachadinhas’

Para evitar vazamento, policiais não foram avisados que o alvo era Queiroz. Ex-assessor estava, há mais de 1 ano, na residência do advogado de Flávio, em São Paulo. Polícia apreendeu celulares, chips, cartão de crédito e documentos.

Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio Bolsonaro foi preso hoje em Atibaia, em São Paulo, na casa do advogado de Flávio. O senador, em 2019 havia dito, que não sabia onde estava Queiroz: “Não sei onde está, não tenho informação”, disse Flávio na época. Ele é investigado por participação em suposto esquema de ‘rachadinha’ na Assembleia do Rio de Janeiro, à época em que Flávio era deputado estadual.

Também foram cumpridos mandados em imóvel que consta como bem do presidente Jair Bolsonaro pela polícia civil. De acordo com a Revista Paulistana, Queiroz estava em um imóvel de Frederick Wasseff, advogado de Flávio Bolsonaro, e foi levado para unidade da Polícia Civil no Centro da capital paulista.

“A última vez em que falei com Queiroz foi quando, após a cirurgia do câncer, liguei para saber se estava tudo bem. E nunca mais falei com ele. Não sei onde está, não tenho informação”, afirmou o senador na ocasião, o que agora confirma que Flávio, mantinha sim, contato constante com Queiroz, atrapalhando as investigações.