Brasil

“O PT tinha diálogo com nóis, cabuloso, mano”, revela líder do PCC

Alexsandro Roberto, conhecido como “Elias” ou “Veio” foi interceptado pela PF e afirmou que a facção criminosa tinha um “diálogo cabuloso” com os governos petistas. Criminoso ainda criticou Sérgio Moro.

Líder do PCC critica ministro da Justiça Sérgio Moro e diz que tinha “diálogo” com (PT) no governo. Alexsandro Roberto, conhecido como “Elias” ou “Veio” foi interceptado pela Policia Federal e afirmou que a facção criminosa tinha um “diálogo cabuloso” com os governos petistas.

“Esse Moro aí, esse cara é um filha da puta, mano. Esse cara aí é um filha da puta, mesmo, mano. Ele veio pra atrasar. Com ‘nóis’ já não tem diálogo, não, mano. Pra você ver, o PT com nóis tinha diálogo. O PT tinha diálogo com nóis, cabuloso, mano, porque… situação que nem dá pra nóis ficar conversado a caminhada aqui pelo telefone, mano”, revelou o criminoso ao telefone.

As conversas foram interceptadas com autorização da justiça no âmbito da Operação Cravada, que mira o núcleo financeiro do PCC no Brasil.