Direito&Justiça

Ministro Fux reage à ofensiva contra a Lava Jato e tenta preservá-la

Novo presidente do Supremo reagiu aos ataques e retirou todos os processos, envolvendo a operação, da 2ª Turma, que costumava livrar réus da Lava Jato com Habeas Corpus e Recursos.

O novo presidente do Supremo, Luiz Fux, “reagiu à maior ofensiva já registrada contra a Operação Lava Jato, desde a sua criação, e levou para o plenário do STF todos processos criminais envolvendo políticos delatados e corruptos envolvidos em desvios de dinheiro público, a maioria do PT e do “Centrão, hoje aliado do presidente Bolsonaro.

A 2ª Turma do STF, que é composta por ministros como Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski, na qual livrava os réus da Lava Jato com seus desejados Habeas Corpus e recursos, vinha se transformando no paraíso dos criminosos do colarinho branco”, ou “na Salvação dos corruptos com a impunidade”.

O plano era que com a nomeação de Kassio Nunes para o STF, indicado pelo “Centrão” ao Supremo, a impunidade permaneceria dentro da 2ª Turma do STF. (Foto: Gervásio Baptista)