Ceará

Hospital Geral de Fortaleza (HGF) segue com os mesmos graves problemas na saúde

Médicos denunciam que até mesmo pacientes sequelados pelo AVC, tem as portas fechadas no HGF. Pacientes que necessitam de transferência para avaliação vascular e até neurocirurgia, também são barrados.

Sem nenhuma mudança em sua estrutura clínica, física e ‘Vaga Zero’, Hospital Geral de Fortaleza (HGF) segue com os mesmos graves problemas na saúde, com seus pacientes aguardando por leitos em macas nos corredores. Apesar de seus corredores lotados, aparentemente houve uma redução significativa nos números, não por conta da ampliação dos investimentos do Governo do Ceará, mas por conta da otimização dos serviços internos com uma nova forma de gerir leitos.

Na prática, é o mesmo do mesmo, muitos acabam sem atendimento e superlotando as UPAs espalhadas por vários bairros acumulando tantos outros pacientes.

Os pacientes só deveriam ficar na UPA por 24 horas, mas na prática eles ficam dias e dias. Médicos denunciam que até mesmo pacientes sequelados pelo AVC, tem as portas fechadas no HGF. “Pacientes que necessitam de transferência para avaliação vascular e até neurocirurgia, também são negados. Nesses casos, a gente costuma orientar as famílias a entrarem com liminar judicial”, diz um médico.

A ordem é otimizar o atendimento para os que conseguem vaga, em seguida, rapidamente, liberá-lo e não superlotar a Unidade.