Cidades

Gestão Acilon Gonçalves é investigada pelo MP-CE; 3 dos 8 investigados permanecem presos

Grupo criminoso realizava fraude em licitações e dispensas com superfaturamentos dentro da Prefeitura de Eusébio; 3 dos 8 investigados permanecem presos. Esquema chegou a faturar mais de R$ 7,6 milhões.

Atual prefeito do município de Eusébio, Acilon Gonçalves (PL) busca ser reeleito. O filho do gestor, deputado Bruno Gonçalves (PL), também está envolvido em uma polêmica após vazamento de áudio que revelou um suposto esquema de compra de votos e apoio politico com dinheiro público.

Bruno Gonçalves também busca ser eleito prefeito de Aquiraz, município vizinho à Eusébio, onde seu pai já é prefeito. De acordo com a investigação do MPCE, o esquema implantado dentro da Prefeitura do Eusébio chegou a faturar mais de R$ 7,6 milhões em pagamentos feitos pela atual gestão do prefeito Acilon Gonçalves (PL). 3 dos 8 investigados permanecem presos.

Com a facilitação de funcionários da gestão municipal, empresários do ramo de alimentação e serviços gráficos enganaram pessoas de baixa renda para atuarem como laranjas e serem sócios de fachada de uma empresa chamada “Manjar”.

Os denunciados pelo Ministério Público do Ceará realizavam falsas simulações de competições nas licitações e desviavam o dinheiro público de vários órgãos da prefeitura.