Ceará

Filizola prepara pacote de medidas inovadores à frente da FECOMÉRCIO-CE

Empresário do ramo farmacêutico, Filizola assumiu a direção da entidade, logo após a saída de Luíz Gastão, que passou a presidir a vice-presidência da direção nacional da entidade.

O Presidente do Sistema FECOMÉRCIO-CE iniciou o ano de 2019 convocando a imprensa para divulgar e anunciar os resultados dos trabalhos em 2018 do Sistema Fecomércio. Na ocasião, Filizola também falou dos futuros projetos e da ida de David Lee, ex aluno do Senac Ceará para participar do evento International ‘Fashion Showcase’ em Londres.

A gestão de Maurício Filizola é responsável por integrar as gestões das suas entidades – Sesc, Senac e IPDC – visando ampliar e otimizar as suas atividades, bem como instalar uma unidade de inovação em parceria com a Google (que está sendo finalizada no prédio que funcionou a sede do grupo Esplanada, na avenida Desembargador Moreira) e uma faculdade Senac.

“Nós já estamos fazendo várias ações conjuntas que antes Senac e Sesc faziam separadamente. Nosso SAC, por exemplo, já é unificado. E a tendência é que as novas unidades tenham capacidade de oferecer serviços das duas casas. Já temos uma unidade em construção em São Benedito, que seguirá esse modelo e vai atender toda a Ibiapaba. Inclusive, estamos conversando com prefeituras e entidades dos municípios da região para entender quais as necessidades para formatar os serviços de acordo com os anseios da população, com a demanda local”, acrescentou.

Nos dias 15 a 17 de maio, será realizado, em Fortaleza, com o apoio da Fecomércio, o 35º Congresso Nacional de Sindicatos Empresariais do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNSE). Palestras, workshops, seminários e debates fazem parte da programação que irá debater as ações colaborativas para alcançar a auto sustentabilidade das entidades sindicais, representantes legais do comércio de bens, serviços e turismo.

Nesta edição, será realizada junto ao Congresso, uma feira, para que os empreendedores tenham a oportunidade de mostrar seus produtos. Para Maurício Filizola, o 35º CNSE é um momento de debate, principalmente sobre as principais necessidades do sindicalismo e quais medidas devem ser tomadas para o seu fortalecimento.