Brasil

Facção PCC criou aplicativo para recrutar membros nos Estados, incluindo o Ceará

Segundo a PF, o PCC já realiza cadastro de novos integrantes para facção por aplicativo e pressiona por recrutamentos em presídios do Rio de Janeiro, Ceará, São Paulo e Rio Grande do Norte.

Segundo investigações da Polícia Federal, o PCC já realiza cadastro de novos integrantes para facção por aplicativo e pressiona por recrutamentos em presídios do Rio de Janeiro, Ceará, São Paulo e Rio Grande do Norte.

“A cobrança é grande para que novos integrantes sejam cadastrados, com dados detalhados, à organização criminosa, em conversas via conferência que reúnem integrantes de diversos estados, pertencentes à cúpula do grupo”, diz a Polícia Federal. Para se cadastrar no grupo chamado “Alteração Fechamento”, por exemplo, os novos membros do Rio precisam preencher informações como apelido, número de matrícula, data, local do “batismo”, “quebrada de origem”, e nome dos “padrinhos”.