Mundo

Estudo sugere que há possibilidade de imunidade ao coronavírus por anos

Estudo elaborado pelo Instituto de Imunologia La Jolla, foi publicado pelo New York Times e mostra que pacientes têm células capazes de combater a covid-19 oito meses após a infecção.

Um novo estudo conduzido recentemente mostra que a imunidade ao coronavírus  é duradoura entre os pacientes que já contraíram a doença. O material, elaborado pelo Instituto de Imunologia La Jolla, localizado na Califórnia, foi publicado hoje pelo New York Times e mostra que pacientes têm células capazes de combater a covid-19 oito meses após a infecção. Segundo os pesquisadores, a lenta perda de imunidade pode sugerir que as defesas no organismo podem durar anos ou até mesmo décadas.