Saúde

Empresa diz que governador Camilo Santana comprou respiradores “piratas” durante pandemia

De acordo com a empresa brasileira Exxomed Equipamentos, de São Paulo, os ventiladores foram adquiridos de forma irregular e podem apresentar problemas de calibragem, colocando vidas em risco.

De acordo com a denúncia veiculada por um site de Brasília, os equipamentos não passaram pelo crivo da Anvisa e podem apresentar problemas de calibragem, colocando vidas em risco. “governador do Ceará, Camilo Santana (PT), informou que o estado recebeu mais uma remessa de respiradores comprados na China. Contudo, esses equipamentos não teriam passado pela avaliação da Anvisa e podem apresentar problemas de calibragem e de operação, colocando a vida dos pacientes de coronavírus em risco”, diz a matéria que cita o Governo do Ceará.

Ainda de acordo com a empresa brasileira Exxomed Equipamentos, de São Paulo, – única que possui licença e registro para comercializar os equipamentos Shangrila 510s e VG70 no país – os ventiladores foram adquiridos de forma irregular.

A empresa diz ainda que chegou a alertar o governo do Ceará sobre os riscos de comprar os respiradores sem que antes eles passassem pelos ajustes necessários. Contudo, foram ignorados.