Brasil

EDITORIAL / STF quer respeito? Dê-se ao respeito!

A imagem do STF está estraçalhada pelas aberrações dos julgamentos de corruptos, assassinos esquartejadores, estrupadores contumazes, latrocidas, sequestradores e matadores de aluguel.

Não adiantam apenas criticas pontuais ao clima cavernoso do STF, um tribunal sendo julgado pela Nação e que perdeu completamente sua majestade graças às piruetas inacreditáveis da AP 470. Perdeu-se o ritual, fundamental em uma Instituição que detem o futuro do Pais em suas mãos, perdeu-se a elegancia de linguagem e comportamento, perdeu-se a lógica,  a confiança no saber juridico, na sensatez,  no equilibrio de seus componentes.

Que nós já sabemos que a fala de Eduardo Bolsonaro (PSL), a fala do ex-presidente Lula, hoje preso por corrupção, a fala de Gleisi Hoffman (PT), de Jean Wyllys (PSOL), de Waldih Damous (PT), de Zé Dirceu, dentre outros, nos causam espanto, medo, tensão e indignação ao ameaçarem a Suprema Corte Federal, todos nós já sabemos. Isso é inadmissível aos olhos da Justiça e do Poder que emana do povo. Mas o que ministros do STF andaram fazendo nos últimos tempos, a favor de criminosos, em detrimento e argumentação da lei, é ainda mais espantoso e repulsivo.

O STF precisa ser respeitado e dar-se ao respeito. Quer respeito? Dê-se ao respeito.