Política

Editorial / Jair Bolsonaro, o presidente sadomasoquista

Após inúmeros ataques direcionados à Rede Globo, sob a alegação de perseguição política, presidente recua e já negocia uma parceria entre o Planalto e o grupo Globo de comunicação. 

Após inúmeros ataques direcionados à Rede Globo, sob a alegação de perseguição política, o do Brasil presidente Jair Bolsonaro (PSL) recuou e já negocia uma parceria entre o Palácio do Planalto e o grupo Globo de comunicação.

A negociação estaria sendo intermediada por Fábio Wajngarten, atual Secretário de Comunicação do Planalto, e João Roberto Marinho, vice-presidente do grupo. Ambos já teriam até almoçado por duas vezes, em encontros fora da agenda institucional.

“Isso também seria um ato de traição ou o presidente Bolsonaro (PSL) já mudou de ideia e decidiu se aproximar da Globo?”, perguntou o ex-ministro Gustavo Bebianno, após ser escorraçado de dentro do governo à pedido do filho do presidente Carlos Bolsonaro.

A gente responde: “Sim, Bolsonaro mudou de ideia. O presidente é sadomasoquista, ele adora levar surra de fatos, a gente avisou desde o início”.