Ceará

Covid: PF deflagra 2ª operação contra desvios na saúde da Prefeitura de Fortaleza

A investigação policial aponta prejuízos aos cofres públicos superiores a R$ 7 milhões no enfrentamento ao coronavírus, em Fortaleza, em específico no Hospital de Campanha montado no Estádio Presidente Vargas.

Nesse exato momento são cumpridos 27 mandados de busca e apreensão em domicílios de investigados na capital, São Paulo e Pelotas (RS). A Polícia Federal apontou indícios de atuação criminosa de servidores públicos da secretaria municipal de saúde de Fortaleza, gestores e integrantes da comissão de acompanhamento e avaliação do contrato de gestão, dirigentes de organização social paulista contratada para gestão do hospital de campanha e empresários.

A operação decorre de inquérito policial instaurado em junho de 2020 para apurar crimes de corrupção, malversação/desvio de recursos públicos federais e fraude em procedimento de dispensa de licitação no contexto do enfrentamento ao coronavírus, em Fortaleza, em específico no Hospital de Campanha montado no Estádio Presidente Vargas.