Brasil

Ceará é o 4º Estado mais pobre do País, 32 mil famílias vivem em extrema pobreza

Após receber título de Estado mais violento do Brasil, Ceará agora também é o 4º Estado mais pobre do País com famílias sobrevivendo com até R$ 89 por mês, dados são do Cadastro Único.

O Estado do Ceará, atualmente, só fica atrás do estado da Bahia, governado pelo petista Rui Costa (PT), São Paulo governado pelo tucano João Dória (PSDB) e Pernambuco administrado por Paulo Câmara (PSB). Os dados oficiais são do Cadastro Único para Programas Sociais do Ministério da Cidadania, referentes ao Bolsa Família.

Classificados entre os que vivem em situação de pobreza, 150.368 pessoas no Ceará ganham entre R$ 89,01 e R$ 178 por mês. Outros 380.649 estão no grupo de renda per capita familiar entre R$ 178,01 e meio salário mínimo (R$ 499), enquanto 274.790 recebem acima de meio salário. Os números consideram o total de 1.833.294 inscrições no Cadastro Único em junho deste ano.

Assim como toda a região Nordeste, o Ceará foi alvo explorado de campanhas publicitárias eleitorais, como sendo um estado rico e próspero, os dados revelam e desmontam uma farsa criada, e um cenário desolador de extrema pobreza, apontando falha na política administrativa dos governos voltada para os mais pobres.

Procurado por nossa equipe, o governador Camilo Santana (PT), não quis se pronunciar. Os três Estados mais pobres do Nordeste (Bahia, Pernambuco e Ceará) foram justamente os mais explorados em votação pelos os últimos governos de Lula e Dilma.