Ceará

Camilo Santana aciona STF para pressionar Anvisa pela liberação da vacina Sputnik

Desde a última semana, o chefe do Executivo estadual cearense vem culpando e reclamando da falta de agilidade da Anvisa para liberação dos imunizantes. Anvisa alega falta de documentação técnica para a liberação.

(Foto: José de Wagner)

O governador Camilo Santana (PT) entrou, agora há pouco, com uma ação no Supremo para pressionar a Anvisa a autorizar liberação da vacina russa Sputnik V, ao Ceará. A Anvisa já tinha se pronunciado que não liberaria o imunizante, alegando falta de documentação técnica do laboratório responsável pela fabricação.

Desde a última semana, o chefe do Executivo estadual cearense vem culpando e reclamando da falta de agilidade da Anvisa para liberação dos imunizantes. Na ação impetrada pelo Governo do Ceará, segundo Camilo, a vacina russa “já é utilizada em cerca de 60 países, com eficácia de 91,6%”.” Iremos a todas as instâncias possíveis para que as vacinas que adquirimos cheguem o mais rápido possível para imunizar nossa população”, justifica o governador.

Após aprovação da Assembleia Legislativa do Ceará, o governador comprou cerca de 5,87 milhões de doses da vacina, assinado no dia 19 de Março.

Por outro lado, o texto aprovado pelos deputados não apontou e nem cobrou prazo para a chegada das doses em território cearense