Brasil, Saúde

Bolsonaro inclui em decreto “Cultos e Missas” na lista de serviços essenciais para a população durante coronavírus

O decreto presidencial editou 36 medidas, inclusive, decreto que passa a incluir as atividades religiosas [Cultos e Missas] na lista de serviços essenciais para a população. Na foto abaixo, mostra a igreja evangélica Canaã Água Fria, vazia durante culto on-line.

Mais de 3 bilhões de pessoas ficam em casa, por causa da pandemia do coronavírus. O isolamento e confinamento tem controlado o surto e também afetado templos religiosos católicos e evangélicos que passaram a restringir acesso aos fiéis para evitar a contaminação pelo coronavírus.

Hoje, (26), o presidente da república Jair Bolsonaro editou cerca de 36 decretos, inclusive, um dos decretos passa a incluir as atividades religiosas [Cultos e Missas] na lista de serviços essenciais para a população. Na foto acima, mostra a igreja evangélica Canaã Água Fria, vazia durante culto on-line.

As normas disciplinam, para todo o país, quais serviços são considerados essenciais e, portanto, não podem parar. A chamada imprensa: televisão, rádio, jornais e revistas, também está entre os 36 serviços que Bolsonaro decretou como essenciais.

A abertura ou não dos templos religiosos ficará a critério de cada líder religioso, claro, com a anuência do Governo do Ceará.