Ceará

Após 21 anos, justiça decreta prisão de empresário acusado de feminicídio em 1998

Marcelo Fontenele foi condenado após tentar assassinar sua esposa com tiros de pistola no ano de 1998. Empresário foi condenado, mesmo assim vive uma vida normal em liberdade.

Após 21 anos, Justiça decreta finalmente prisão de empresário acusado de feminicídio após tentar assassinar sua esposa no ano de 1998. Empresário foi condenado, mesmo assim vive uma vida normal em liberdade. Ele atirou contra a cabeça de Roberta, na época com 25 anos, no apartamento em que eles viviam com três filhas dela, em 12 de dezembro de 1998. 

Marcelo Fontenele Maia, teve a prisão decretada e está foragido. Contra Marcelo, consta um mandado de prisão pela tentativa de assassinato contra Roberta Carneiro, sua companheira na época. Marcelo efetuou disparo de pistola contra a esposa, que resistiu aos ferimentos, mas ficou inválida. O motivo seria o término do relacionamento entre eles: Por conta da tentativa de assassinato, ele foi denunciado e condenado a 9 anos e oito meses prisão em regime fechado.

A procuradora Raquel Dodge (PGR) já havia solicitado a prisão imediata do criminoso. Dodge destaca que, em quase 21 anos, desde a tentativa, quase 12 anos após a condenação pelo júri popular, a defesa tem interposto sucessivos e descabidos recursos e habeas corpus, marcantemente protelatórios para evitar o cumprimento da prisão.