Ceará, Cidades

Aos olhos do TCE-CE, prefeitos ignoram crise financeira e abrem cofres públicos para triplicar gastos com Carnaval

O próprio levantamento do Tribunal de Contas do Estado, do ano passado, aponta com clareza de dados a precariedade fiscal dos cofres públicos municipais, ao mostrar que mais de 40 municípios cearenses arrecadam menos de 1% das despesas.

Problemas na saúde, educação e infraestrutura ficam de lado, e prefeituras investirão em festanças megalomaníacas no interior do Estado. O próprio levantamento do TCE-CE, do ano passado, aponta com clareza de dados a precariedade fiscal dos cofres públicos municipais, ao mostrar que mais de 40 municípios cearenses arrecadam menos de 1% das despesas.

Em ano de eleições, é mais lógico que as festas patrocinados com dinheiro público tenham finalidade real política de reeleição, em vez de econômico e social. Por exemplo; de Wesley Safadão, a Gustavo Mioto, atrações são confirmadas no interior do Estado, como por exemplo pelas prefeituras de Aracati, Itarema, São Benedito e Camocim.

No município de Itarema, a agitação carnavalesca fica por conta de Forró Real, Aldair Playboy e Gustavo Mioto, atrações confirmadas até o momento pela Prefeitura para passar pelo corredor da folia na Praça Pedra Cheirosa.