Ceará, Cidades

Advogado presidirá comissão da OAB para intermediar conflitos na greve dos militares

Representando a OAB, Waldir Xavier acompanhará e intermediará a apuração dos fatos relacionados aos conflitos ocorridos em razão das manifestações de bombeiros e policiais militares no Ceará.

Um dia depois de o senador licenciado Cid Gomes (PDT-CE) ser atingido por tiros de pistola durante protesto dos militares no Ceará, a Ordem dos Advogados do Ceará, por meio do presidente Erinaldo Dantas, criou uma comissão especial para apuração de conflitos em razão das manifestações de militares no Estado.

Cid Gomes foi atingido por dois tiros de pistola na última quarta-feira, ao tentar romper um bloqueio de policiais grevistas da PM do Ceará com uma retroescavadeira em Sobral, no interior do Estado. O comando da PM do Ceará está tratando o caso como tentativa de homicídio.

Além do advogado Waldir Xavier, os demais advogados Ademar Mendes e Flávio Jacinto, também estão como membros da comissão e trabalharão para garantir a isenção de todos os fatos que serão apurados pelas autoridades competentes.

De acordo o presidente da OAB Ceará, é importante buscar a manutenção dos valores e princípios da Constituição Federal. “Estamos em uma situação onde o diálogo é fundamental. E a Ordem dos Advogados cumpre sua função institucional, seguindo com rigor o princípio das leis e, principalmente, visando a segurança dos cidadãos e a paz em todo o nosso Estado”, afirma Dantas.