Política

13 dos 22 deputados do Ceará assinam CPI que punirá Sérgio Moro e Deltan Dallagnol

Jandira Feghali (PCdoB/RJ), responsável pela coleta de assinaturas, explica que a CPI será um passo importante das denúncias iniciais pelo portal Intercept Brasil.

Deputados de oposição apresentaram na mesa diretora da Câmara dos Deputados, nesta quinta-feira (12), um requerimento para a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a “suposta articulação entre os membros da Procuradoria da República no Paraná e o então juiz Sergio Moro“.

Metade dos deputados federais cearenses assinaram a CPI contra Sérgio Moro e a Operação Lava Jato. O grupo, que pretende investigar condutas do ministro Sergio Moro e de integrantes da força-tarefa da Lava Jato, contou com apoio de 13 dos 22 deputados do Ceará para criar a CPI da Vaza Jato.

Na lista dos que assinaram estão Luizianne Lins (PT), José Guimarães (PT), Domingos Neto (PSD), Eduardo Bismarck (PDT), Moses Rodrigues (MDB), Junior Mano (PL), André Figueiredo (PDT), Zé Airton (PT), Aníbal Gomes (PDT), Robério Monteiro (PDT), Idilvan Alencar (PDT), Leônidas Cristino (PDT) e Denis Bezerra (PSB).

Já na lista dos que não assinaram estão Genecias Noronha (SD), Heitor Freire (PSL), Capitão Wagner (PROS), Roberto Pessoa (PSDB), Dr. Jaziel (PR), Pedro Bezerra (PTB), Vaidon Oliveira (PROS) e Célio Studart (PV).